Pular para o conteúdo principal

Nova identidade visual da CBF para 2020

A CBF lançou recentemente seu novo logotipo, que é a 15ª versão do escudo, incluindo as mudanças com as inclusões das estrelas das conquistas da Copa do Mundo.
Embora já tenha sido apresentado e esteja sendo usado nas redes sociais e publicações institucionais da entidade, o novo emblema só estreará no uniforme da seleção brasileira em março de 2020, nas eliminatórias.

Segundo a CBF, o objetivo da nova marca é a de mostrar que a entidade realiza trabalhos além dos conhecidos com as seleções brasileiras.


O novo escudo manteve boa parte de seu desenho já conhecido, com a cruz no seu centro, porém as cores foram valorizadas.

É a primeira grande mudança desde 1991, ano em que o escudo anterior foi adotado. As únicas mudanças, desde então, foram as inclusões das estrelas do tetracampeonato mundial, em 1994, e do penta, em 2002.



A tipografia do escudo foi desenvolvida por designers brasileiros da Dalton Maag. Os grafismos são inspirados na obra do artista brasileiro Athos Bulcão. Inspirado em fragmentos do formato do escudo, que sugerem festa e comemoração. A marca conta ainda com uma tagline: JOGA BOLA.


“Ela expressa o jogar futebol com o nosso jeito convidativo e inclusivo, do campo de várzea aos jogos da Copa do Mundo em grandes estádios. É o amor pelo jogo, pela bola. É ainda a expressão que o brasileiro usa quando identifica o craque, o bom jogador, ou seja, o que joga bola”, comentou Ana Couto, CEO da agência de Branding.


“A singularidade da marca, o que a distingue como única no mundo, é a sua brasilidade. E o futebol sempre foi a primeira e melhor brasilidade, representada pelo fair play, ousadia, disciplina, amor e empatia. Essa mudança reflete os valores que a CBF quer reforçar na sua relação com todos os seus parceiros e com a sociedade – disse o presidente da entidade, Rogério Caboclo.
As plataformas digitais da CBF, bem como materiais de escritório e ambientes físicos passam a utilizar a nova marca gradativamente. Os desdobramentos da aplicação da nova marca se estenderão até 2020, com a apresentação do novo uniforme da Seleção Brasileira, no primeiro jogo das eliminatórias para a Copa do Mundo FIFA de 2022. 

VIA
  • 1.1K

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Renova - A Boutique do Papel Higiênico.

  A marca européia   Renova fabrica lenços, guardanapos, papel toalha e papel higiênico coloridos. Sim! Há 6 opções de cores: verde, azul, vermelho, laranja, preto e rosa. As ativações da marca são muito legais: venda dos papéis coloridos em vending machines, pointsWC boutiques, exposições/displays em locais como o Museu do Louvre em Paris, aeroporto em Lisboa, shopping na Dinamarca. Nada como um banheiro cool, né? Se em algum supermercado vocês enxergarem alguém levando todas as cores, já sabem: sou eu.               Fonte: Follow The Colours

Karl Lagerfeld e Faber-Castell se juntam e lançam estojo “Karlbox”

Karl Lagerfeld é o todo poderoso (e conhecido) Designer Chefe e Diretor Criativo da grife Chanel. E uma das ferramentas que mais usa são lápis de cor e canetas para esboçar as peças de moda que fluem na sua mente criativa. E nada mais justo que ele em parceria com a Faber-Castell lançarem uma linha completa de produtos artísticos. A Karlbox é um luxuoso e elegante estojo preto com edição limitada contendo 350 instrumentos artísticos de qualidade para desenho e pintura, desenhado por Karl Lagerfeld. Produzida com habilidade exemplar, a sua estrutura de madeira se assemelha a um armário chinês: dentro, gavetas armazenam os materiais artísticos, ordenados por tonalidades de cor, todos selecionados pessoalmente por Karl, e simbolizam a sinergia entre moda, arte e design. As gavetas individuais são removíveis, para serem organizadas durante o desenvolvimento do trabalho criativo. O estojo é exclusivo, contendo um número de série e um certificado de autenticidade, tornando-o completamente o

Uma animação para entender o conflito entre Israel e a Palestina

Um vídeo irônico, satírico e inteligente feito pela cartunista norte americana  Nina Paley  mostra, de forma desenhada, o conflito histórico pelo domínio da região conhecida como Terra Santa. A animação “ This Land is Mine ” (“A Terra é Minha”) ilustra a matança dos povos habitantes daquela região, com a trilha sonora de Andy Williams criada por Ernest Gold e Pat Boone. “ This Land is Mine é uma paródia de The Exodus Song. Esta música era uma espécie de trilha sonora do sionismo americano na década de 1960 e 70. Era para expressar o direito judaico para Israel. Ao colocar a música na boca de todos os partidos em guerra, eu estou criticando a canção original ”, explica Nina Paley Respeitando a cronologia dos fatos, o vídeo retrata todas as guerras em torno da Terra Santa – nome bíblico que compreende o território de Israel, Cisjordânia e parte da Jordânia, que teria sido prometida ao povo judeu no Antigo Testamento. Entenda os personagens: Homem primitivo :  este