Pular para o conteúdo principal

O Twitter aboliu os favoritos



O Twitter é uma ferramenta bacana desde que foi lançada, porque sabe ouvir os seus usuários e aprender com o seu comportamento. Isso vem desde o início da sua chegada à web, em 2007 (antes ele era restrito a usuários de telefone… Não smartphone, telefone mesmo). Um bom exemplo disso é a “arroba”, que não era um recurso nativo da rede social. Começou como um comportamento dos usuários, sem nenhum link ou aviso de que alguém tinha feito uma menção à você, mas que foi incorporada, pois deixava a comunicação muito melhor.

Agora eles repetem isso, eliminando o “favoritos”. A estrelinha foi substituída por um coração e ganhou novo contexto (ou velho, dependendo do ponto de vista): agora ele significa “curtir”. 


É a transformação da rede social, baseada na forma com que os seus usuários interagem com ela: o hábito de dar um feedback sem palavras, foi oficializado.
Para a segunda função que é de marcar um tweet pra ler depois, e nunca ler, existem outras ferramentas.

Mas até 2017, eles prometem mais mudanças, como por exemplo, uma grande fusão com as outras ferramentas da companhia, como Periscope e Vine, que já usam o coraçãozinho.
Enquanto isso, o que acontece é a legitimação de um comportamento dos usuários, e a reformulação da sentença de um amigo: “No Twitter é assim: RT é sucesso de público, coraçãozinho é sucesso de crítica”.

VIA 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Renova - A Boutique do Papel Higiênico.

  A marca européia   Renova fabrica lenços, guardanapos, papel toalha e papel higiênico coloridos. Sim! Há 6 opções de cores: verde, azul, vermelho, laranja, preto e rosa. As ativações da marca são muito legais: venda dos papéis coloridos em vending machines, pointsWC boutiques, exposições/displays em locais como o Museu do Louvre em Paris, aeroporto em Lisboa, shopping na Dinamarca. Nada como um banheiro cool, né? Se em algum supermercado vocês enxergarem alguém levando todas as cores, já sabem: sou eu.               Fonte: Follow The Colours

Karl Lagerfeld e Faber-Castell se juntam e lançam estojo “Karlbox”

Karl Lagerfeld é o todo poderoso (e conhecido) Designer Chefe e Diretor Criativo da grife Chanel. E uma das ferramentas que mais usa são lápis de cor e canetas para esboçar as peças de moda que fluem na sua mente criativa. E nada mais justo que ele em parceria com a Faber-Castell lançarem uma linha completa de produtos artísticos. A Karlbox é um luxuoso e elegante estojo preto com edição limitada contendo 350 instrumentos artísticos de qualidade para desenho e pintura, desenhado por Karl Lagerfeld. Produzida com habilidade exemplar, a sua estrutura de madeira se assemelha a um armário chinês: dentro, gavetas armazenam os materiais artísticos, ordenados por tonalidades de cor, todos selecionados pessoalmente por Karl, e simbolizam a sinergia entre moda, arte e design. As gavetas individuais são removíveis, para serem organizadas durante o desenvolvimento do trabalho criativo. O estojo é exclusivo, contendo um número de série e um certificado de autenticidade, tornando-o completamente o

Uma animação para entender o conflito entre Israel e a Palestina

Um vídeo irônico, satírico e inteligente feito pela cartunista norte americana  Nina Paley  mostra, de forma desenhada, o conflito histórico pelo domínio da região conhecida como Terra Santa. A animação “ This Land is Mine ” (“A Terra é Minha”) ilustra a matança dos povos habitantes daquela região, com a trilha sonora de Andy Williams criada por Ernest Gold e Pat Boone. “ This Land is Mine é uma paródia de The Exodus Song. Esta música era uma espécie de trilha sonora do sionismo americano na década de 1960 e 70. Era para expressar o direito judaico para Israel. Ao colocar a música na boca de todos os partidos em guerra, eu estou criticando a canção original ”, explica Nina Paley Respeitando a cronologia dos fatos, o vídeo retrata todas as guerras em torno da Terra Santa – nome bíblico que compreende o território de Israel, Cisjordânia e parte da Jordânia, que teria sido prometida ao povo judeu no Antigo Testamento. Entenda os personagens: Homem primitivo :  este