quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Semana Nacional Do Transito | Ação põe pedestres para dançar

Estamos na Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito 2011/2020, e hoje, é o último dia da Semana Nacional do Trânsito cujo o tema é "Cidade para as pessoas: Proteção e Prioridade ao Pedestre" (que foi escolhido por uma sugestão da Câmara Temática de Educação para o Trânsito e Cidadania do Contran).
Segundo dados da seguradora Líder-DPVAT, o pedestre é o segundo tipo de vítima que mais motivou indenizações por morte, invalidez ou reembolso com despesas médicas, de janeiro a julho deste ano. Todos os dias são cerca de 370 pedestres envolvidos em acidentes de trânsito no Brasil.O trânsito no Brasil
Para além dos perigos com o pedestre, o trânsito brasileiro chama a atenção da OMS (Organização Mundial da Saúde) como problema de saúde pública, pelo grande número de acidentes. Estudos apontam que 1,4 milhão de pessoas morrem por ano em acidentes de trânsito, no mundo. O Brasil está em quarto lugar no ranking, com 40 mil mortes a cada ano. A maioria das vítimas são jovens de 20 a 29 anos, eles representam 25% dos acidentes fatais. Fatores como álcool e uso de celular ao dirigir estão entre os mais recorrentes.Ainda segundo a OMS, quase 80% das unidades de emergência do Brasil são ocupadas por vítimas de acidentes de trânsito. Campanhas estão sendo realizadas em todo o Brasil e pelo restante mundo também.
Uma bem interessante: foi em Portugal; pensando na pressa do dia a dia e nos grandes números de atropelamento, a marca Smart instalou uma cabine na praça onde as pessoas entravam e faziam movimentos de dança e estes eram transmitidos em tempo real  e replicados para o boneco vermelho do semáforo. Aí que começava a brincadeira! Enquanto os pedestres ficavam parados na calçada, ao invés de ficarem olhando apenas um bonequinho estático do semáforo, viam ele dançando de acordo com os movimentos de quem estava na cabine. O melhor de tudo é que a pessoa que estava dentro da cabine podia ver o quanto as pessoas do lado de fora estavam entretidas com os seus movimentos, e isso incentivava a ser ainda mais criativa com a sua performance. Conclusão, a distração acabava impedindo que os pedestres atravessassem antes da hora, e a espera do bonequinho verde passou a ser menos tediosa, fazendo com que mais de 81% das pessoas parassem no sinal vermelho dançando antes atravessar.



VIA e VIA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja também:

Related Posts with Thumbnails